Ads Top

[TEORIA] Será que a quarta temporada mostrará a morte de um CERTO personagem principal?


É uma teoria baseada em pistas, mas se você vê potencial para um spoiler, fuja desse post!


Com a estreia de A Noiva Abominável, em que vimos as versões clássicas dos personagens de Conan Doyle, uma dúvida vem inquietando o fandom de Sherlock: Teriam Gatiss e Moffat dado pistas de que Mycroft irá morrer na quarta temporada?

Por que achamos isso?

Bom, vamos a esse post traduzido de um tópico do Reddit:

"Eu sei que já falaram disso antes da terceira temporada, mas existem pistas propositais em A Noiva Abominável de que Mycroft não vai mais durar muito? Pensa só:

- Mycroft e Sherlock passam um bom tempo discutindo quanto tempo Mycroft ainda tem de vida naquela viagem drogada vitoriana dentro da cabeça de Sherlock. Isso indica que, na cabeça de Sherlock, há uma possibilidade real de Mycroft morrer em breve...mas por que há isso na mente de Sherlock? Na concepção vitoriana, ele transforma Mycroft em um gordo glutão, o que explicaria ele estar perto da morte, mas no mundo real Mycroft é magro e fitness.

[Nota da Sherlock Brasil: é possível problematizar essa crença e não concordamos que pessoas magras são, por si só, mais saudáveis que as que são gordas. Porém, Mycroft é retratado no especial como alguém de fato doente, que pode morrer].


- Aquelas cenas no avisão. Mycroft diz a Sherlock, "Me prometa", pedindo para que ele não use mais drogas, e há ainda aquele momento pungente com John em que ele pede para que Watson "tome conta de Sherlock" por ele. São momentos que parecem fortes demais para Mycroft, como se ele estivesse se antecipando a alguma coisa.


Por outro lado...

- Mycroft promete a Sherlock que "eu sempre estarei aqui por você". Estaria ele prestes a se aposentar por estar 'velho demais pra essas coisas'?"

O que a gente acha

Como a maioria das pessoas sabem, Mary Morstan (ou Mary Watson) deixa de ser mencionada por Conan Doyle nos livros originais e, com o tempo, criou-se a convenção de acreditar que ela teria morrido. Ou seja, para a maior parte dos Sherlockianos, é certo que Mary morre. Mas Doyle nunca escreveu isso.

Dessa forma, desde que apareceu na série, as pessoas especulam - e muitas esperam - sobre a morte de Mary.

Esta teoria inclusive é sustentada por Martin Freeman, que acredita que Mary pode morrer em algum momento da série. [Leia aqui]

Por outro lado, três pontos que podem derrubar essa teoria:

Ponto 01: Mary está grávida. Seria mórbido demais para uma série que mistura humor e mistério como Sherlock, e que passa em horário nobre na BBC, um canal aberto (inclusive a nudez de Irene foi alvo de muitas críticas do público inglês), que matassem uma mulher grávida. Mary poderia morrer de parto? Teoricamente sim.

Mas Mark Gatiss disse que é provável que a gente veja o bebê em algum momento. Se Mary morresse, como funcionaria a dinâmica de Sherlock, John e um bebê? Não faz o menor sentido. Que o bebê morresse junto com a Mary seria igualmente trágico. Porém, não é implausível. Mas isso nos leva ao

Ponto 02: Sherlock veio sendo criticada pela representação de suas personagens femininas - o que eles procuram mudar desde a terceira temporada. Como há poucas personagens mulheres, é provável que eles queiram manter Mary na série para preencher essa lacuna.

Inclusive, Mary poderia ter a mesma função narrativa que Mycroft: no último episódio da terceira temporada, ficamos sabendo que Mary é uma ex-agente secreta, uma espiã que sabe se disfarçar, investigar casos e usar muito bem uma arma. Além de ter muitos contatos dos quais não sabemos nada.

Em A Noiva Abominável, Mary demonstra ser mais rápida que Mycroft para buscar informações e ainda implica com ele sobre o sistema de segurança. Ora, não é difícil imaginar que Mary, suas habilidades e seus contatos passem a funcionar como ajuda para a dupla de detetives no futuro.

Ponto 03: Moffat e Gatiss gostam de subverter o cânone Sherlockiano e surpreender o público. Se algum personagem precisa morrer - e todos estão esperando que seja Mary - por que não surpreender todo mundo e fazer Mycroft morrer, deixando Mary "no lugar" dele?

As falhas nessas teorias ainda são o bebê e a vida doméstica de Mary e John. Como funcionaria John longe do 221B por mais tempo? E sendo pai? Quem cuidaria do bebê? #Questões

Fatos: o que Mark Gatiss e Steven Moffat já disseram sobre a quarta temporada

- Que irão explorar mais o relacionamento entre Sherlock e Mycroft [o que pode ser ótimo para criar todo um enredo dramático para um suposto fim do personagem];

- Que o elenco "foi às lágrimas" quando soube o que eles planejavam fazer na quarta temporada;

- Que o retorno de Moriarty vai provocar uma imensa mudança na vida dos personagens regulares;

- Que haverá tragédias.

E vocês, o que acham?

9 comentários:

  1. Desde que mostraram Moriarty no Fim da terceira temporada eu simplesmente não consigo tirar da minha cabeça que quem pode morrer é a Molly

    ResponderExcluir
  2. Acho que eles podem maquiar a existência da Mary, que nem o Conan fez nas obras originais. Provavelmente ela aparece em um episódio ou outro, igual a senhora Hudson.
    Ainda acho que seja muito pesado falar que o Mycroft pode morrer, acho que ele poderia ser ameaçado, igual a Mary na terceira temporada. Ou ele poderia se envolver em alguma coisa muito perigosa, por exemplo, o "Moriarty".

    ResponderExcluir
  3. As cenas da Mary invadindo o sistema do governo pelo celular foram igualmente no Mind Palace. Então, não há evidencia concreta que ela seja um tipo de mastermind a ponto de substituir Mycroft. O que sabemos é que ela era uma ótima espiã e assassina.

    Agora, a teoria de que Mycroft está morrendo é plausível. No Mind Palace eles combinaram de 3 anos. Como aquilo acontece em 2014, mais 3, 2017, season 4.

    ResponderExcluir
  4. Ainda sustento uma teoria baseada na série de referências ao cachorro do Sherlock quando criança (Redbeard). Segundo Magnussen, o cachorro é um dos pontos de pressão do Sherlock em "His Last Vow", além de ser mencionado pelo menos 2 vezes no episódio especial uma na conversa entre John e Sherlock enquanto esperam o "fantasma" na casa de Sir Eustace Carmichael, e perto do final vemos "Redbeard" anotado no caderninho de Mycroft.

    ResponderExcluir
  5. Muito legal a teoria, possuí diversos pontos que não tinham me atentado. Os comentários também trouxeram pontos que me passaram totalmente despercebidos.
    Porém, só não concordo com uma coisa: quando o Moffat e Gatiss subverteram o cânone? Eles mesmo já disseram que nada fora dos cânones é cogitado por eles.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ué, quando transformaram Mary em uma espiã assassina que atira em Sherlock; quando criam uma Molly que chega a ir a alguns casos com Sherlock e ainda bate na cara dele; quando mostra o pai e a mãe de Sherlock e Mycroft; quando colocam Mary grávida; quando mostram Mycroft dando informações para Moriarty. Quando Irene trabalha pro Moriarty e se apaixona por Sherlock.

      Excluir
  6. Quem já leu todos os livros de Sherlock sabe que Mycroft era gordo e um tanto preguiçoso a respeito de ter que fazer trabalho de campo, como vemos em "O intérprete grego" e em "Os planos de Bruce-Partington". Achei hilário ver Gatiss vestido de gordo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Talvez por isso no especial ele estivesse gordo e perto de morrer. Então acho que não significa exatamente que ele vai morrer. Mas ficou claro que a relação dos dois irmãos vai ganhar mais espaço e que vamos entender um pouco mais sobre o passado de Sherlock.

      Excluir

Tecnologia do Blogger.