A pergunta que atormenta o fandom há aproximadamente três anos está perto de ter a sua resposta re...

A pergunta que atormenta o fandom há aproximadamente três anos está perto de ter a sua resposta revelada... ou talvez não.

O fato é que hoje uma Sherlockian esteve no  set de gravações e postou uma série de tweets sobre que aconteceu hoje em Wordsworth e a gente posta aqui pra vocês os detalhes mais interessantes.

Primeiro momento de tensão do dia: um carrinho de bebê estava sendo levado para o set de gravações
Acabaram de trazer um carrinho de bebê para o set

Segundo momento de frustração do dia: Benedict estava SIM de peruca
Benedict está aqui. É uma peruca

Daí conseguiram ver a Louise Brealey no set de filmagens também
Molly Hooper está aqui

E então começou a especulação sobre o carrinho de bebê e a garota não só confirmou o carrinho, como também um boneco em cena, a possível bebê Watson
É verdade. Um carrinho de bebê e também uma boneca bebê


E daí, quando o fandom estava em polvorosa por conta da notícia, veio finalmente a foto que todos esperavam:

A gente já vai voltar no assunto do bebê, mas esperem um pouco pra gente falar mais coisinhas que aconteceram na gravação

Hoje, além da bebê Watson, também tivemos uma moto nas gravações. 
Quem mais lembrou do Sherlock com a Mary na garupa em "O Carro Fúnebre Vazio"?
Tem uma moto também. Parece que eles estão filmando dentro da casa. Tem um ombrelone preto montado logo na frente
 
E também tivemos o Rupert Graves (Lestrade) e o Mark Gatiss (Mycroft) participando das gravações
Para mais imagens do setlock é só clicar aqui

Agora voltando ao bebê Watson...
Apesar de muita gente ainda especular a veracidade do bebê Watson, hoje uma garota resolveu postar que encontrou uma possível planilha com as locações da série

Talvez não seja uma ideia muito inteligente deixar as suas anotações na frente da van. Talvez agora eu saiba o nome do bebê...


Gente, e não é que era "verdade"?



 Ela apagou o nome do bebê, mas, ao que tudo indica, está sendo interpretado por dois recém nascidos (Freddie e Annabel). Também tem um tal de Richard Sims que até o momento ninguém sabe quem é.

A Amanda Abbington tomou conhecimento e pediu para que a menina não comentasse. A danada desobedeceu a Amanda, mas a gente deixa isso de lado

[ATUALIZADO] Além disso, na semana passada, uma outra Sherlockian também teve a chance de bisbilhotar as gravações e falou que estavam gravando um batizado.
As filmagens de Sherlock que foram realizadas em Margam foram de um batizado. É só isso o que eu tenho a dizer


E, pra finalizar, deixamos vocês com esse vídeo que a Sherlockian sortuda postou no youtube das gravações de hoje

As filmagens da quarta temporada de Sherlock estão finalmente em andamento. E, embora tenhamos ti...


As filmagens da quarta temporada de Sherlock estão finalmente em andamento. E, embora tenhamos tido um fascinante episódio especial, para saciar parcialmente a nossa necessidade de ver esses personagens em cena, ainda precisamos de respostas a algumas questões que ficaram em aberto e que esperamos imensamente que sejam respondidas na nova temporada...

O site Sherlockology enumerou algumas dessas questões e o resultado você confere logo abaixo



Moriarty está realmente morto? Ou realmente vivo?
Esta é a grande questão! O episódio de "A Noiva Abominável" brincou com a gente enquanto aparentemente nos dava uma resposta definitiva a esta pergunta.

"É claro que ele está morto, ele explodiu seus próprios miolos, ninguém sobrevive a isso. ... Mas, mais importante... eu sei exatamente o que ele fará a seguir.", Disse Sherlock, com certeza absoluta.

Então, se Jim Moriarty está MORTO, então o que ele está fazendo?

Acreditamos que voltar como um zumbi está fora de cogitação. "Um vírus nos dados", talvez? Ou, e se o que está por vir vem sendo cuidadosamente articulado por aqueles que irão cuidar de tudo após sua morte?
 


Sherlock e John ficarão cuidando de um bebê?
Desde o anúncio de que Amanda Abbington iria se juntar ao elenco de Sherlock como Mary Morstan, todos nós sabíamos como iria terminar. Mary estava condenada. Ela sairia até o final da terceira temporada.

Mas então Steven Moffat revelou que esta encarnação da Sra. Watson não seria uma simples esposa/dona de casa invisível, mas uma super assassina internacional vivendo agora sob uma nova identidade. Ah! E ela estava grávida!

Ainda não temos certeza sobre qual desses pontos nos deixou perdidos. Mas, independentemente disso, todos nós sabemos que Mary está condenada. Certo? E o que acontecerá com o bebê se ela realmente se for?

Sherlock Holmes e John Watson criando um filho juntos poderia gerar material tanto para uma comédia de gênio quanto para um horror absoluto. A menos que Mary continue a desafiar as nossas expectativas já enraizadas e permaneça viva.


Sherlock ainda está em apuros por ter atirado em Magnussen?
O avião retornou rapidamente logo após a aparição de Moriarty, mas será que haverá alguma consequência para Sherlock por este ter atirado a sangue frio em Charles Augustus Magnussen no fim de "O Seu Último Juramento"?

O próprio Sherlock pede para Mycroft obter-lhe um pedido de perdão, mas estamos inclinados a acreditarmos na idéia dele ser forçado a usar um rastreador no tornozelo e estar sob constante supervisão - talvez estejamos viajando um pouco nessa nossa ideia.



O que aconteceu 'naquele dia'?
Além da resolução de crime, há claramente algo sendo construído ao longo da série de forma a explicar por que Sherlock é como ele é, e alguns momentos da terceira temporada e de "A Noiva Abominável" parecem estar trabalhando em conjunto nesse propósito.

O que terá acontecido 'naquele dia' em que presenciamos brevemente um Mycroft adolescente sentado ao lado de Sherlock adolescente após uma overdose? Existe uma conexão com o cão, tantas vezes mencionado, Redbeard? O que está contido dentro do pequeno caderno que Mycroft mantém e em que também aparece o nome do cachorro que, ao que tudo indica, faz muita falta.

E o que dizer sobre 'o outro', que muitos acreditam se tratar do outro irmão Holmes? Não podemos deixar de pensar que tudo está intimamente interligado...

     No release para a imprensa , o co-criador de Sherlock Steven Moffat deu uma pista que apen...

  
  No release para a imprensa, o co-criador de Sherlock Steven Moffat deu uma pista que apenas a Empire Magazine parece ter percebido (nem a gente percebeu!). Disse ele:
    "Esta é a história que estamos contando desde o início. Uma história prestes a atingir o seu clímax"
    O que vem depois do clímax de uma história? Isso mesmo, o desfecho.

    Lembra quando a terceira temporada estava prestes a estrear e todo mundo dizia que seria o final de Sherlock? Nós desmentimos todas as matérias -- afinal, todos os envolvidos se diziam felizes em continuar a série, havia muita história pra contar e inclusive Gatiss & Moffat já tinham planejado a quarta e a quinta temporada. E ainda, Benedict Cumberbatch soltou a língua e confirmou a quarta temporada antes da hora. Ou seja, tinha muito Sherlock ainda.

    Mas agora a gente começa a desconfiar de que a história esteja mesmo chegando a seu fim. E por que?

    Primeiro, essa declaração de Moffat de estarmos próximos ao clímax já abre espaço para especulações.

    Segundo, Mark Gatiss disse com todas as letras: "Vamos fazer a quarta temporada e aí nós vamos ver". Olha a mudança de discurso: "aí nós vamos ver".

    Terceiro, justamente porque eles falaram em terem ideias para a quarta e a quinta temporada. E nada mais. Sabemos que ideias são coisas que são lapidadas com o tempo. Ou seja, a quarta e a quinta temporada podem ter virado o especial de Natal e a quarta.

    Mas ainda que haja uma quarta e uma quinta temporada, é provável que não passe mais disso.

    Os hiatos são enormes: quando a quarta temporada estrear, Sherlock já vai estar no ar há 7 anos. Na quinta, vai estar há quase 10. É muito tempo para uma série com tão poucos episódios. 

    E ainda que funcione o esquema, Benedict Cumberbatch e Martin Freeman hoje em dia têm muito mais ofertas de bons papeis que tinham antes. Sobra pouco tempo para se comprometer com Sherlock, porque é necessário que ambos (e todo resto de equipe e elenco) estejam livres na mesma época.

    Por outro lado, sabemos que Steven Moffat vai deixar Doctor Who e isso significaria que ele teria mais tempo para escrever para Sherlock. Mas ele mesmo não deu nenhuma declaração, nem de brincadeira, dizendo que faria isso.

    Falando sobre a trama, nós temos um vilão que já está ficando desgastado (Moriarty), um John e uma Mary prestes a serem pais e um Mycroft cujo destino pode ser incerto. Eles abriram um caminho em Sherlock que fala mais sobre os personagens que sobre os casos (que dariam infinitas possibilidades). Chega uma hora que fica difícil manter a coerência sem deturpar demais a obra original -- que Moffat disse com todas as letras que vai sempre seguir.

    Por mais que dê uma dorzinha no coração falar sobre isso, fica a pergunta: será que Sherlock vai ter fôlego para continuar por mais de cinco temporadas?
   

"Todos nós temos um passado. Fantasmas. Eles são as sombras que definem todos os nossos di...




"Todos nós temos um passado. Fantasmas. Eles são as sombras que definem todos os nossos dias ensolarados"
As filmagens da quarta temporada de Sherlock, a premiadíssima série britânica da BBC, começaram. A série, que  irá retornar com três novos episódios, promete risadas, lágrimas, surpresas e casos extraordinários...

A quarta temporada começa com nosso detetive favorito, Sherlock Holmes, de volta, mais uma vez, ao solo britânico, na companhia de Doutor Watson e sua esposa Mary, que estão se preparando para seu maior desafio: tornarem-se pais pela primeira vez.

Benedict Cumberbatch disse que ele estava "verdadeiramente feliz em estar de volta ao set de Sherlock com todo o elenco e produção. Mal posso esperar para que assistam a quarta temporada. Se bem vocês terão que esperar... embora nem tanto. E vai valer totalmente a pena."

O primeiro dos três episódios de longa-metragem será dirigido por Rachel Talalay, que já trabalhou como diretora, produtora e professora no cinema e na televisão durante mais de 25 anos, tendo dirigido anteriormente Doctor Who, The Flash e The Wind In The Willows.

Os Co criadores, roteiristas e produtores executivos da série Steven Moffat e Mark Gatiss disseram: "Quarta Temporada de Sherlock: aqui vamos nós de novo! Independente de qualquer outra coisa que façamos ou qualquer lugar que a gente vá, todos os caminhos sempre nos levam de volta a Baker Street - e sempre sentimos como se estivéssemos voltando para casa. Fantasmas do passado estão vindo atrás de Sherlock Holmes e John Watson trazendo com isso aventura, romance e terror em seus rastros. Esta é a história que estamos contando desde o início. Uma história prestes a atingir o seu clímax ... "

Sue Vertue, produtora executiva, comentou: "Levamos um tempo para conseguir reunir todos novamente para a quarta temporada, mas posso dizer que a espera vai ter valido a pena!"

A noiva Abominável, que foi ao ar no dia de Ano Novo deste ano, foi o programa mais assistido durante a programação de fim de ano com 11,6 milhões de espectadores e a quota de audiência mais alta até hoje para um episódio de Sherlock. O episódio especial também foi lançado em milhares de cinemas ao redor do mundo para complementar a transmissão de TV.

Sem nenhum anúncio prévio, as gravações da quarta temporada de Sherlock começaram no último dia ...


Sem nenhum anúncio prévio, as gravações da quarta temporada de Sherlock começaram no último dia 04 de abril, nos estúdios da BBC em Cardiff.

Ao que tudo indica, a leitura do roteiro do primeiro episódio foi feita no mesmo dia em que as filmagens começaram - o que é incomum, já que a leitura do roteiro costuma rolar uma semana antes das gravações. Uma possível explicação para isso seria o tempo: Benedict Cumberbatch estava até o dia 03/04 finalizando as gravações do filme Doutor Estranho, em Nova York.

As informações chegaram de maneira informal: uma fã encontrou Louise Brealey após uma Con, e a atriz que interpreta Molly mostrou um print da capa do roteiro em seu celular e disse que as gravações começariam na segunda-feira.



Ao mesmo tempo, a equipe de figurino e maquiagem soltava no Twitter que estavam se preparando para pegar no batente.



Enquanto isso, Mark Gatiss ganhava um prêmio Olivier como Melhor Ator Coadjuvante e informava aos jornalistas que no dia seguinte estaria no set de Sherlock, mas não ainda como Mycroft: Gatiss só começa a gravar suas cenas daqui a duas semanas.


Respondendo sobre qual seria "o sabor" desta quarta temporada, ele falou: "agridoce, como sempre."

Rupert Graves, por sua vez, só deve aparecer para gravar como Lestrade a partir do dia 11 de abril.

Amanda Abbington, que interpreta Mary Watson, postou no Twitter uma foto do roteiro que mostra que estão sim começando as gravações pela ordem cronológica: as filmagens são do primeiro episódio.


E o set de hoje mostra que vão gravar no mesmo point de drogas frequentado por Sherlock no episódio Seu último juramento, da terceira temporada. A equipe de filmagens não teve autorização para informar o que estava sendo gravado.



Extras no set


Sobre o primeiro dia

Segundo o designer de produção Arwel Jones, o que aconteceu ontem é segredo! Ele ainda deixou bem claro que não posta spoilers. ;)


E, enquanto Arwel Jones mantém segredo sobre o que está acontecendo, Amanda Abbington informa no Twitter o quão incrível foi reencontrar Benedict novamente para colocar o assunto em dia


Já Louise Brealey postou da viagem de trem de volta pra casa, em que ela e Una conversavam sobre o quanto as duas amam Amanda Abbington #avantemulheresdesherlock


Sobre o primeiro ator confirmado 

Hoje foi divulgado que Daniel Hoffmann-Gill se juntará ao elenco no papel de Dente de Ouro (ou Dente Dourado, se preferir). O ator, que também participou de Doctor Who, já está em Cardiff, local das gravações da série, para a gravação do primeiro episódio.

Abaixo, uma foto do ator já caracterizado




Tiro, Porrada e Bomba! no set de filmagens nos próximos dias...


"Boa tarde a todos!

Gostaria de informá-los que de segunda (04 de abril) até quarta-feira (06 de abril) haverá filmagens dentro do prédio.

Durante as filmagens ocorrerão pequenas explosões, tiros, fumaça e barulhos vindo dos Edifício Bancário (por favor não se desesperem, tudo está sob controle)

Atenciosamente,
Portland House Team"


E já que estamos falando da Portland House, o local já foi usado anteriormente em outras filmagens da série , aqui você encontra outras fotos do local. As informações estão em inglês

Sobre as filmagens

Apesar de as gravações estarem sendo mantidas em segredo absoluto, o que a gente já sabe a respeito é que:

Amanda Abbington (Mary), Mark Gatiss e um ator asiático ainda não identificado estavam no set hoje.

Mark Gatiss estava lá nas gravações, mas saiu de fininho sem falar com ninguém.

Que diversos figurantes circularam pelo local das filmagens trajando uniformes militares


E, para finalizar, a Rachel Talalay foi finalmente confirmada como diretora do primeiro episódio da Quarta Temporada!


Vamos atualizando este post com mais informações a seguir.

Para acompanhar as gravações, siga a gente no Twitter: @Sherlock_Brasil

E participe dos nossos grupos no Facebook: https://t.co/0r4Hpusp5E

The game is on!

Não é novidade para os fãs de Sherlock que durante a despedida de solteiro de John no segundo epi...


Não é novidade para os fãs de Sherlock que durante a despedida de solteiro de John no segundo episódio da terceira temporada, O Sinal dos Três, Sherlock e John acabaram entrando em um bar gay - e a cena foi deletada da montagem final do episódio.

A gente ainda não tinha aqui no blog nenhuma declaração dos atores sobre o conteúdo da cena, embora Mark Gatiss já tivesse dito que era uma cena bem rápida e boba.

Então resgatamos esse post de 2014 do Radio Times, para aqueles que não sabiam e estão curiosos:

Durante o evento "Encontro com os Cineastas", realizado na Apple Store, Martin Freeman e Benedict Cumberbatch falaram sobre a cena:

"Foi adorável fazer as cenas bêbado", disse Martin Freeman, "Mas eu lamento que um pedacinho desse material esteja faltando. A cena do bar gay".

Martin explicou o conteúdo da cena: "Nós estávamos absolutamente chapados dentro do clube gay -- um monte de homens sem camisa passando e a gente tipo 'O que estamos fazendo aqui?'"

Cumberbatch declarou sobre como Sherlock se sentiu nessa situação: "Eu [como Sherlock] não fazia ideia do por que eles estavam sem roupa, até que cai a ficha e eu fico em choque." A gente consegue imaginar perfeitamente o Sherlock bêbado olhando em volta sem saber o que está havendo até se dar conta do lugar onde estava - e queríamos tanto assistir!

E se você se chateia da cena ter sido cortada, sabe quem deve culpar? Steven Moffat. Ele tentou explicar que não havia tempo suficiente dentro do episódio para deixar a cena. "O primeiro corte dessa sequência deles embriagados era interminável. Seguia e seguia e seguia. Vocês estariam perseguindo se a gente tivesse colocado tudo."

A cena não chegou nem mesmo como os extras da edição especial do DVD da terceira temporada (somente em versão importada). Parece que para Moffat, é melhor que ela fique na ilha de edição.

Mas nós temos alguns stills da cena, que pegamos aqui:





Pegando os fãs de surpresa, a Netflix adicionou o especial de Sherlock , A Noiva Abominável , e...




Pegando os fãs de surpresa, a Netflix adicionou o especial de Sherlock, A Noiva Abominável, em seu catálogo neste 31 de março de 2016, um mês após o episódio ter sido lançado em DVD (recheado de extras) no Brasil. Mas o que os fãs da série não esperavam é que as temporadas um e dois seriam removidas.

O post abaixo, que procurava especular uma razão para as duas primeiras temporadas de Sherlock terem sido removidas da Netflix não tem mais validade, já que as temporadas retornaram ao catálogo no mesmo dia. Cobrimos as informações desatualizadas e deixamos somente aquelas que estão valendo, independente da confusão.

Para quem não sabe o que houve, no mesmo dia em que o episódio especial de Sherlock foi adicionado à grade da Netflix, as duas primeiras temporadas misteriosamente sumiram. Ao longo do dia, a segunda temporada retornou e durante à noite, a primeira também voltou a estar disponibilizada.

Não sabemos o que aconteceu, mas pelo menos agora podemos ficar sossegados: todas as temporadas de Sherlock estão no Netflix!

Como os contratos são renovados a cada ano, é possível que algum acordo tenha sido feito entre a BBC e a plataforma de streaming para manter apenas os episódios mais recentes de Sherlock no catálogo. Mas por que?

Podemos apenas especular, já que nenhum comunicado oficial foi feito. Da mesma forma que Doctor Who foi removida da Netflix na mesma época em que estreou no SciFi, as duas primeiras temporadas de Sherlock foram compradas pelo canal a cabo ARTE 1 e está sendo transmitida de tempos em tempos desde o ano passado. Segundo a assessoria do canal, até o início desde ano eles possuíam os direitos somente dessas duas temporadas e as outras (a terceira e o especial) estavam em negociação.

Além disso, as três primeiras temporadas de Sherlock também foram adquiridas pela nova plataforma EnterPlay, cujo período gratuito de experiência gratuito se encerrou  neste mês.

Por uma questão comercial, para que uma mídia não atrapalhe a outra, é possível que tenham "dividido" os direitos de Sherlock entre o canal a cabo e a Netflix e também a Enterplay.

Especula-se também que a intenção da Netflix seja investir em mais conteúdo próprio no futuro.

Tudo o que sabemos de fato é que para assistir legalmente às temporadas antigas de Sherlock, os fãs terão que recorrer ao Arte 1 ou seus DVDs e Blu-Rays (e aqueles que não adquiriram precisam torcer para encontrar no estoque de alguma loja, já que estão fora de catálogo e ainda não foram relançados pela Paris Filmes).


O site Séries do Momento fez uma lista bem legal com algumas curiosidade sobre Sherlock que pouca g...

O site Séries do Momento fez uma lista bem legal com algumas curiosidade sobre Sherlock que pouca gente sabe. Postamos aqui as mais interessantes, mas você pode ver a lista completa lá no site deles, clicando aqui.

Noia é o autor do texto.

Tudo começou com um discurso


Em 2006, o já conhecido entusiasta de Sherlock Holmes Mark Gatiss foi convidado a comparecer no jantar anual da Sherlock Holme’s Society (“Sociedade Sherlock Holmes”, em tradução livre) que acontece no Parlamento Britânico. Gatiss levou um tal de Steven Moffat como convidado nesse jantar, e contou a todos que eles estavam se reunindo com a BBC para conversar sobre a possibilidade de “ressuscitar” o personagem de Arthur Conan Doyle para um especial de Natal da emissora. Mas Gatiss e a emissora ainda não haviam  conseguido chegar a um acordo, e enquanto ele “andava pelos infinitos corredores circulares do parlamento, tentando imaginar o que aqueles filisteus estavam tramando” acabou trombando com John Simpson, que havia acabado de retornar de Kabul. “Enquanto ele passava do meu lado,” Gatiss explica em seu blog, “eu o segurei pelo braço e sussurrei em seu ouvido: ‘vejo que você acabou de voltar do Afeganistão’.” Essa foi a semente de uma nova ideia, na qual ele e Moffat acabaram evoluindo para uma história de Sherlock ambientada nos dias atuais: “um jovem médico do exército, ferido durante o tempo que serviu no Afeganistão, retorna para casa apenas para se perceber completamente solitário em Londres,” começa a dizer para o grupo. “Com o dinheiro que tinha guardado se esgotando, ele acaba trombando com um antigo colega da faculdade que lhe diz que conhece um cara que está procurando por um colega de quarto. Ele alerta que esse cara é legal, mas um tanto esquisito…” No fim, Gatiss estava apresentando o projeto que ele e Moffat tinham para o público mais exigente possível – e foram aprovados.

Não existe estação de metrô abandonada em Sumatra Road

Screen-Shot-2014-01-02-at-15.18.21

O local escolhido para esconder o vagão de metrô cheio de bombas que explodiriam o Parlamento no primeiro episódio da terceira temporada (The Empty Hearse) fica na verdade em West Hampstead – beeeeem longe de Westminster – e também não é uma estação abandonada do sistema de metrô de Londres (apesar de existir uma bem perto dali, a de Bull & Bush). O local foi escolhido por Gatiss como referência a The Giant Rat of Sumatra, uma aventura de Holmes que foi mencionada (mas nunca propriamente escrita) por Conan Doyle no conto The Adventure of the Sussex Vampire. A equipe de Sherlock não conseguiu nenhuma réplica exata de um vagão de metrô da época em que a suposta estação teria sido abandonada, então tiveram que criar a própria réplica de um trem daquela época – ainda que as cenas externas mostrem que claramente é um vagão muito mais moderno do que aquele que o seriado quer nos fazer acreditar que seja.

Não foi todo mundo que gostou das cenas de nudez de Irene Adler

sherlockirene_2778369b

A BBC garante ter recebido mais de 100 reclamações sobre a representação da parceira feminina de Sherlock interpretada pela atriz Lara Pulver – na série uma dominatrix que usa da nudez para seduzir o detetive em A Scandal in Belgravia. E alguns fãs mais puristas do detetive não gostaram muito disso. Esses fãs cansaram de argumentar em blogs pela internet que, do modo que Conan Doyle havia criado Irene Adler, ela era uma mulher extremamente honrada, que nunca se deixaria ser usada como um peão por Moriarty e, principalmente, nunca se apaixonaria por Holmes depois de mostrar a ele seu corpo nu. Já Moffat discorda das críticas feministas, conforme contou ao Guardian: “Na história original, a vitória de Adler sobre Holmes foi mudar-se de cidade e fugir junto com o marido. E isso está longe de ser uma vitória feminista.”

Holmes e Watson são ótimos lanchinhos

speedy_s-cafe_2778353b

Speedy’s Cafe, o pequeno bistrô frequentado pelos personagens na série, realmente existe e fica na Gower Street – perto do endereço que a BBC utiliza como sendo o apartamento dos personagens na 221b Baker Street. E, por conta do sucesso do seriado, os fãs que passam por lá podem saborear alguns lanches temáticos da série – especificamente o Sherlock wrap (frango, bacon, queijo cheddar, alface, pimenta, cebola roxa, pepino e chili – uma combinação “tão única quanto a personalidade de Sherlock”) ou o Watson wrap (vegetais refogados, espinafre, cebola, queijo brie e sour cream – “tão seguro e reconfortante quanto a personalidade de Watson”). O bistrô ainda garante que um lanche inspirado em Moriarty já está sendo desenvolvido.

Apesar dos esforços dos fãs, Sherlock não é gay

mast-sherlock-s3-e01-trivia-hires

Como demonstrado pelos beijos no primeiro episódio da terceira temporada (The Empty Hearse), Steven Moffat e Mark Gatiss gostam que brincar com toda o fuzuê gerado pela sexualidade ambígua de Sherlock. “Cada pessoa consegue projetar nele a sua própria sexualidade,” Benedict Cumberbatch disse em entrevista para o Telegraph quando perguntado certa vez sobre a sexualidade de Holmes. “Já tive até mesmo assexuados me parando na rua e me agradecendo por representá-los.” Mas, de acordo com Moffat, eles estão errados: “Não há nenhuma indicação nas histórias de Conan Doyle de que Holmes seja algo diferente de heterossexual,” disse em entrevista ao Guardian. Mas nenhuma dessas declarações é o suficiente para mudar a opinião dos fãs chineses do personagem, que já o adotaram como símbolo da causa gay. E existe uma vasta gama de trabalhos artísticos com esse tema no país: por exemplo, um livro de 39 capítulos dedicado às aventuras românticas do detetive com Watson, ou um vídeo super-popular que nada mais é do que uma montagem de cenas da série em que Sherlock e Watson (ou Curly Fu [curly referente ao cabelo enroladinho de Cumberbatch, enquanto fu e o diminutivo chinês para o nome Holmes]  e Peanut [amendoim, já que a tradução para chinês do nome de Martin Freeman é uma palavra que soa bem parecido ao equivalente chinês de amendoim] como são conhecidos na China) olham um para o outro ao som de uma música romântica de fundo. E, claro, não podemos esquecer aqui dos inevitáveis cenários de prática sadomasoquista entre os dois. Você poderia dizer que “ah, mas aí você está resumindo praticamente qualquer fan fiction sobre qualquer personagem existente”. Pode ser. Mas não podemos esquecer que, na China, escrever coisas desse tipo pode te levar diretamente para a prisão. E você aí, achando que tá arrasando na rebeldia porque não lavou a louça e saiu com a roupa sem passar.

Cumberbatch não é tão bom violinista quanto aparenta na tela

sherlockviolin_2778368b

No conto de Conan Doyle The Cardboard Box, é dito que Sherlock Holmes possui e toca um violino criado pelo próprio Antonio Stradivari (luthier italiano que viveu entre os séculos XV e XVI e é considerado com o melhor fabricante de violinos da história). Logicamente, não é o caso do Sherlock de Cumberbatch. A produção da série utiliza um violino diferente para cada temporada, todos alugados da Cardiff Violins – aliás, o website da loja contém um belo testemunho de um tal “Mr. John H. Watson”, agradecendo a equipe da loja por serem “extremamente pacientes” com seu amigo, dizendo que “ele os agradeceria pessoalmente, só que, bem, Sherlock não costuma fazer esse tipo de coisa”. De qualquer modo, para as cenas de Sherlock tocando violino que foram gravadas para a segunda temporada da série, Cumberbatch foi ensinado por Eos Chater (membro do conjunto de música erudita Bond) como “encenar” que está tocando o violino, fazendo o público achar que você é bem melhor do que realmente é. Apesar de todos os movimentos das cenas terem sido feitos pelo próprio ator, a música que escutamos no episódio foi na verdade tocada por Chater. Apesar disso, ela garantiu em um post em seu blog que Cumberbatch teria futuro como músico: “Benedict treinou durante apenas uma semana e já conseguiu tirar um som surpreendentemente bom do violino. Não tenho dúvidas de que seria um ótimo violinista caso resolvesse se dedicar ao ofício.”

Mas ele é um ótimo pegador de canetas

Lembra daquela cena em The Blind Banker (segundo episódio da primeira temporada) em que Jonh joga uma caneta na direção de Sherlock, que a pega sem nem mesmo olhar para ela? Acredite ou não, Cumberbatch fez aquilo já no primeiro taketudo bem, ele usou um espelho para ver de onde a caneta estava vindo, mas isso não muda o fato de ser um feito e tanto. O problema é que o câmera não estava esperando que a cena fosse dar certo, e não foi rápido o suficiente na hora de ajustar o equipamento, o que obrigou Cumberbatch a fazer o movimento novamente.
Ele acertou na terceira tentativa.

Na Coréia do Sul, Sherlock é uma estrela da música pop

O grupo SHINee, um dos mais famosos do K-Pop, prestou um tributo à série Sherlock com uma música de mesmo nome, lançada em 2012. O single possui um videoclipe cheio de referências (violinos, decoração vitoriana e um laptop “iWatson”, por exemplo), onde os cinco integrantes do grupo solucionam um roubo cometido por um fantasma.

Matt Smith na verdade queria ser Watson

Uma semana antes de conseguir o papel como o 11º Doctor em Doctor Who, Matt Smith havia participados das audições para Watson na série Sherlock. O ator não foi nem considerado para o papel, já que Moffat achou ele “muito bobão” e que, com Smith, pareceria que haviam dois Sherlocks em cena. Já Martin Freeman, quando chegou para a audição, havia acabado de ter sua carteira roubada e estava de tão mal-humor que Moffat simplesmente assumiu que ele não estava interessado no papel. Uma semana depois (já num melhor estado de espírito) o ator conseguiu uma nova chance, ensaiou junto com Cumberbatch, e já saiu de lá com o papel assegurado.

Benedict Cumberbatch odeia o penteado de Sherlock

sherlock

Durante a sua preparação para assumir o papel do detetive, Cumberbatch faz várias sessões de yoga e natação para manter a forma esguia, além de ser proibido de beber e fumar durante todo o período das filmagens. Mas se tem algo que ele odeia mesmo é deixar o cabelo crescer. Segundo o ator contou ao The Times: “Eu não consigo imaginar nenhuma comparação engraçada ou mesmo inteligente, mas a única coisa que me vem a cabeça é que ele [o penteado] me faz ficar parecendo uma mulher.”

Sherlock e Mrs Hudson já se conheciam desde antes das filmagens

sherlockuna_2774678b

Benedict Cumberbatch vive dizendo que Una Stubbs (atriz que interpreta Mrs Hudson, a dona do apartamento em que Sherlock mora) o trata como um filho nos bastidores. Mas ela tem um bom motivo para isso: Stubbs é amiga da mãe de Cumberbatch, Wanda Ventham, e era vizinha da família quando o rapaz ainda era um garotinho, as duas saindo sempre juntas para tomar chá ou conversar no parque. E, segundo Stubbs, Cumberbatch “sempre foi um menininho adorável”.

QUER MAIS?

Visite nossa seção de CURIOSIDADES, clicando aqui.