Ads Top

Steven Moffat defende as personagens femininas de Sherlock

Amanda Abbington, Steven Moffat e as produtoras Sue e Beryl Vertue


"Nós demos mais vozes femininas a Sherlock do que nunca", diz o cocriador da série

Steven Moffat expressou sua frustração diante das críticas às personagens femininas no drama da BBC, após alguns expectadores reclamarem da morte de Mary Watson na última temporada.

"Eu expandi massivamente o papel da Mrs Huson em Sherlock", o roteirista contou ao the i. "Mary Watson morre no final porque ela sempre morreu. Com Molly Hooper nós demos a Sherlock mais vozes femininas que nunca".

Moffat, que em breve irá discutir Sherlock e Doctor Who no BFI & Radio Times Festival, também descreveu a Hartswood Filmes, companhia que produz Sherlock, como "um estúdio feminista dirigido por mulheres", a mais conhecida delas sua própria esposa Sue Vertue.

Ele ainda explicou que Sherlock é, essencialmente, "a história sobre dois caras", um fato que ele não poderia mudar.

"O que eu deveria fazer em relação a isso?", ele perguntou. "Transformar um deles em mulher? Nós escolhemos não fazer isso".

Ele completou: "O último episódio de Sherlock foi um enorme sucesso em qualquer escala métrica de audiência. Não dá para pegar uns poucos comentaristas e transformá-los na voz da audiência".

Fonte: Radio Times

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.