Ads Top

Teorias para Reichenbach Fall: O grito

Olá. Estão prontos para a história? Esta vem do Tumblr The Final Problem e procura uma razão para a menininha sequestrada ter gritado ao ver Sherlock. São teorias baseadas nas cenas, pouco material para ter certeza e você pode se convencer ou não. Mas como dissemos, é divertido especular e você pode deixar sua opinião nos comentários! Vamos lá!

Sabemos que alguma coisa deve ter acontecido durante o sequestro para confundir ou enganar as crianças de uma forma que devesse implicar Sherlock no crime.



Muitos fãs acham que o sequestrador era um sósia de Sherlock - ou porque estava usando uma máscara, ou porque Jim tinha alguém alterado cirurgicamente para ficar idêntico ao detetive. Essa linha de pensamento é tentadora, considerando que Sherlock conseguiu fingir sua própria morte mais tarde e não sabemos como ele fez isso. Talvez se tivesse um sósia dele por aí, ele pudesse [coloque a sua teoria de sósia aqui].

Não parece que o propósito de Jim tenha sido convencer de que Sherlock fosse o culpado do sequestro ou qualquer outro crime. A trama do sequestro foi apenas uma fase para seu plano maior. Era uma chance de fazer as pessoas duvidarem de Sherlock, mas não a finalidade do jogo.
Jim: Então, todos os cavaleiros foram ao Rei Arthur e disseram: "Eu não acredito nas histórias do Sir Exibido. Ele é um grande mentiroso que arma as coisas para aparecer." E então, até mesmo o Rei começou a duvidar. Mas aquele não era o fim do problema do Sir Exibido. Não. Aquele não era o problema final.
O fim do jogo sempre foi a queda. Depois do falso gênio ser exposto e se suicidar, a maioria das pessoas acreditaria nas piores coisas sobre ele sem nenhuma prova. Quem precisaria criar um sósia de Sherlock para fazê-lo morrer em desgraça? Muito mais fácil manipular a opinião pública. ("Eu li no jornal, então deve ser verdade. O jornal está cheio de contos-de-fada", disse Jim a Sherlock no episódio). Jim não precisava iir pelo caminho do vilão de quadrinhos e inventar um código de computador. Fazer as pessoas acharem que ele tinha um era bem mais fácil. E o fato de Jim saber disso fez dele um supervilão muito mais astuto que aqueles que se dão ao trabalho de criar códigos de computador e ter um aliado mudado cirurgicamente.

Mas ainda assim. A garotinha gritou para Sherlock. A corda solta implorando pra ser puxada.  

Vamos começar com o sequestrador. Sabemos alguma coisa sobre ele?

O engraçado é que, em toda a pressa pra assumir que havia um clone de Sherlock, nós nos esquecemos que na verdade vimos o sequestrador.

Quando Sherlock e John estão no táxi após deixar a cena do crime, Sherlock explica para John como alguém poderia entrar na escola sem ser notado. Enquanto eles conversam, o vídeo corta pra escola...

...E daí pra um homem entrando na escola, exatamente como Sherlock descreveu.

Nessa série, costumamos ver partes dos crimes onde Sherlock não estava presente. Mas não faz o estilo do programa apresentar coisas completamente imaginadas como se fosse o que tivesse acontecido. Eles tem uma enorme variedade de gráficos usados na tela quando eles querem nos mostrar o que está passando pela cabeça de Sherlock.

Então isso seja bem simples: eles mostraram o homem entrando na escola enquanto Sherlock falava sobre como o sequestrador entrou na escola porque aquele homem era o sequestrador.

Não tem muito mais o que saber sobre ele...Nós também sabemos que ele estava trabalhando para Jim.

E também estava o atirador contratado para atirar em Lestrade.

Na verdade, ele é uma corda solta também. Nós o vimos menos que os outros dois atiradores, de John e Mrs Hudson, então não tem muitas cenas para usarmos. Mas o sequestrador e o atirador de Lestrade se parecem um pouco, não? Então, além da tarefa de atirar em Lestrade, o atirador também estaria a cargo do sequestro.

Isso se parece com a forma como o atirador contratado para atirar em Mrs. Hudson também era o mesmo que plantou a câmera escondida no apartamento de Sherlock.

E, pensando sobre isso, será que nós vemos mesmo menos do atirador de Lestrade que os outros? Ou apenas não notamos que já tínhamos o visto?

Sabe quem estava sentado em uma mesa como essa mais cedo? Esse cara.


O cara de quem vemos flashes quando eles estão trabalhando em solucionar o sequestro. O cara que não estava misturado no cenário como todos os extras da Scotland Yard na cena. O cara que Lestrade decide parar atrás por nenhuma razão aparente. O cara que teve permissão até pra ter uma pequena e levemente estranha reação passando pela sua cara quando Sherlock deduziu onde as crianças estavam. (É difícil fazer gif de expressões faciais sutis, então é sugerido assistir à cena original) 

O interessante é que ele meio que parece com o atirador também.

Se você não acha que esses homens parecem ser a mesma pessoa, bem...então a teoria é furada e pronto. Mas não dá pra negar que o corte de cabelo, orelhas e sobrancelhas se parecem.

Então vamos manter essa teoria e ver até onde chegamos. O sequestrador, o atirador e o policial são a mesma pessoa. Jim o colocou na Scotland Yard muito antes, ou talvez ele tenha subornado alguém que já estava lá. Tanto faz. 

No post Assassinos vs. Atiradores, é sugerido que o atirador de Lestrade foi o mesmo que deixou a pistar do boneco de biscoito em Baker Street. O sequestrador foi o que deixou o livro Contos de Fadas dos Irmãos Grimm como pista na escola.  

Talvez ele estivesse a cargo de todas as pistas sobre contos de fadas.

Ainda, se este foi o homem que tirou as crianças da escola, deixa mas claro o por quê de Sherlock ficar surpreso quando a menina gritou pra ele. Porque você lembra? Ele já tinha deduzido algumas características do sequestrador.

Anderson: Acaba aqui, não sabemos pra onde eles foram daqui. Não nos diz nada no final das contas.
Sherlock: Você tem razão, Anderson, nada. Exceto o tamanho do pé, sua altura, seu modo de andar, seu ritmo.
 Se esse era o nosso homem, suponho que nenhuma dessas pistas combinam com as de Sherlock, então não ocorre a ele estar sendo ludibriado até a menina começar a gritar.

Mas ainda, a menina gritou pra ele. E se ela não tiver gritado pra ele? Não é a primeira vez que se menciona isso, mas a menina parecia tão assustada com John quanto com Sherlock. Veja essa sequência e diga se você tem certeza de que ela estava apontando para Sherlock o tempo todo e não John:

Ainda que ele não seja um sósia cirurgicamente modificado, nosso sequestrador lembra John um pouquinho. Não muito, mas o suficiente pra uma criança de sete anos extremamente traumatizada fazer a conexão.

Então é isso? O mistério todo do sequestro se resume a isso, "era um cara parecido com John e sorte de Jim que tenha sido o bastante pra assustar a menina?"

bem, talvez não. Temos pouquíssimas pistas até agora, mas talvez haja mais uma.

Voltando ao ponto onde eles ainda estavam na Scotland Yard tentando descobrir onde as crianças estavam mantidas, Lestrade entrega a Sherlock um fax do sequestrador que ele explica ter chegado há uma hora. 

Um momento depois, nós vemos nosso sequestrador suspeito na Scotland Yard, sentado em sua mesa. Se presume que ele manteve as aparências de ser um policial normal o tempo todo, então a menos que esse tenha sido o começo do seu turno, ele provavelmente estava trabalhando ali há algumas horas. Talvez ele tenha saído um minuto e mandado o faz para a Scotland Yard ou feito isso do seu computador. Mas as duas formas seriam arriscadas.

Então talvez ele tenha tido ajuda.

Quem poderia tê-lo ajudado? Sabemos que o atirador de Mrs Hudson estava fazendo seus trabalhinhos em Baker Street. Mas não sabemos nada do que estava fazendo o atirador de John.

Se você está pensando, "Peraí! O advogado de Jim era o atirador de John. Eu li na internet, então deve ser verdade," então você esqueceu de fazer uma pesquisa. Ian Hallard, que interpreta o advogado, fez uma brincadeira no twitter e deixou os fãs pensarem que ele era o atirador mesmo. Mas depois ele negou.

Outra coisa engraçada, ainda. Alguém se lembra do que Ian (que também é marido de Mark Gatiss) disse quando explicou que não podia ter sido ele?

Hum. Cabelo cacheado.

Não fica claro em todos os ângulos, mas Ian tem razão. O cara tem cabelo cacheado.

E a gola do seu casaco está pra cima.

E ele parece ser alto e magro.

Ei, e essas são maçãs do rosto?

E se os dois atiradores trabalharam juntos no sequestro e a menina viu os dois?

Não, eles não são cópias exatas de Sherlock e John. Não mesmo. Mas pare e pense - se as crianças descrevessem os dois sequestradores, como o retrato-falado da polícia pareceria? Se a menina dissesse "Ele era alto, magro e de cabelo escuro e ele era mas baixo com cabelo claro...", em quem você imediatamente pensaria pela descrição?

A menina não gritou porque Sherlock ou John eram sósias de um dos sequestradores. Ela gritou porque juntos, eles pareciam bastante com os dois homens que a levaram.

Sally estava inclinada a pensar isso de Sherlock desde o início. E pra isso não precisava de um clone, só de um motivo.

Quem é esse a direita?
Então essa é a história. Não gostou? Comente. Toda ideia que ajude a esclarecer é bem-vinda.

E esta esta aí. E não sabemos se podemos eliminá-la.

15 comentários:

  1. Texto excelente!! Minha cara caiu nas fotos do atirador - gente, que medo, imagina se a Scotland Yard tiver pedido para ela fazer mesmo o retrato falado dos sequestradores? Com certeza devem ter pedido...e se suspeitarem do John? Será que na próxima temporada ele estará no tribunal tentando provar que ele e Sherlock eram inocentes?

    Nunca que eu iria conseguir caçar essas pistas todas, nem com toda a atenção do mundo...

    ResponderExcluir
  2. Faz sentido pra mim também, embora eu tenha a impressão de ter algo ainda aí que tenha escapado. Fico muito ansiosa pra ver a explicação disso tudo!!

    ResponderExcluir
  3. Nossa, muito mind blowing essa teoria! As peças se encaixam. E eu nunca tinha reparado no cabelo e nas maçãs do rosto do atirador do John! Muito parecido!! Eu também tenho a impressão de que falta alguma coisa e estamos deixando escapar... Mal posso esperar pra ver a resolução disso tudo. Espero que seja algo que faça a gente ficar batendo a testa na parede "como eu deixei passar isso?" hahahahaha tem que ser algo bem grandioso, bem é o Moffat e Gatiss. Eles ainda não desapontaram.

    ResponderExcluir
  4. De vez em quando eu assisto algum dos episódios, mais uma vez, pra ver se consigo "pegar" a tal pista que o Moffat disse que as pessoas estavam deixando passar, mas nunca percebi a maioria desses fatos descritos no texto. Muito boa teoria! Agora, se foi isso mesmo que aconteceu, ou não foi nada disso, só saberemos ano que vem (na verdade, daqui a um ano!). Certo mesmo é o fato de que tanto Moffat quanto Gatiss são brilhantes! E que essa é uma das séries mais fantásticas que eu já assisti! :-)

    ResponderExcluir
  5. Teoria da Eduarda Pereira, no grupo Sherlock Brasil no Facebook:
    "não sou uma fã da teoria do sósia, acho meio impossível
    já que Sherlock tem uma aparência muito única e tal mas
    a ideia de duas pessoas levemente parecidas com roupas
    semelhantes é até plausível... mas acho que o que
    Moriarty usou mesmo foi a ideia de 'contos de fadas' pra
    aterrorizar as crianças, como no vídeo do taxi, algo com
    desenhos ou fotos do sherlock, sei lá, uma 'historinha de
    terror' porque seria coerente com o resto"

    ResponderExcluir
  6. Nossa,se essa realmente for a teoria correta, temos uma equipe de roteiro extremamente minusciosa em detalhes (ah, vá). Mas quando eu vi a cena da menina gritando, eu já pensei que o Jim usou suas habilidades gráficas e de vídeo para aterrorizar as crianças. Afinal, se ele conseguiu deixar o SHERLOCK fora de si com o vídeo no táxi, o que impede dele ter pêgo uma foto do Sherlock, tê-la alterado de forma tenebrosa, e simplesmente mostrado as crianças? Afinal, é até comum em filmes e séries as vítimas de sequestro serem apresentadas a um vídeo tenso feito pelo vilão, certo?

    ResponderExcluir
  7. Até porque, se eu não me engano, elas foram sequestradas à noite, então não devem ter REALMENTE reparado nos rostos dos sequestradores. Logo eles só precisariam lembrar Sherlock e John com roupas e cabelo, por exemplo. Não seria necessário um sósia, e a criança já estava traumatizada, então qualquer coisa que a lembrasse dos sequestradores iria assustá-la.

    ResponderExcluir
  8. Agora vem aquele momento "Tudo faz sentido..." ou não.

    ResponderExcluir
  9. moriarty pode ter usado as drogas dos "cao de baskervilles" na garota pensando assim ser sherlock ou watson.

    ResponderExcluir
  10. Sua ideia de que o rapaz que , que se dá enfase a sua expressão quando Sherlock descobre o paradeiro das crianças pode estar envolvido pode ser PROVADO pelas fotos que você postou.
    ------------------------------------------------------------------------------------------
    Na primeira foto um abajur aparece na frente do assassino, note que um abajur também está a frente da mesa do funcionário suspeito.

    ResponderExcluir
  11. COMENTEM O COMENTÁRIO

    ResponderExcluir
  12. Sally estava inclinada a pensar e quem está do lado dela? o mesmo que parece ser o atirador de Lestrade =D envenenado a cabeça de quem já não gostava mesmo do grande Sherlock!!!

    ResponderExcluir
  13. Sem DÚVIDAS...

    O rapaz com a camisa ROSA... É o SEQUESTRADOR e o responsável por acabar com a vida de LESTRADE... como foi mostrado no FLASH depois que MORIARTY atira na própria cabeça.

    A menina GRITOU... porque o SEQUESTRADOR passou pelo CORREDOR quando SHERLOCK foi falar com ela... Ela estava apontando para o SEQUESTRADOR e não para WATSON ou SHERLOCK.

    Analisem comigo.

    Qual é a reação de uma pessoa, seja ela CRIANÇA ou ADULTA, quando vê a pessoa responsável por tal trauma?

    1) Quando ela se encontra na MESMA SALA com tal pessoa (o sequestrador), a resposta imediata dela é tentar se PROTEGER. Neste caso, a menina teria AGARRADO a ASSISTENTE SOCIAL.

    2) Quando ela se encontra em AMBIENTE DIFERENTE ao AGRESSOR ela tem a tendência a MOSTRÁ-LA, como fez a menina. Ela APONTOU para o SEQUESTRADOR.

    O GRITO foi o que CONFUNDIU muita GENTE.

    E, logo em seguida... vemos SALLY falando com o SEQUESTRADOR.

    Como disse o nosso QUERIDO SHERLOCK: "Moriarty é esperto. Ele plantou a dúvida na cabeça dela".

    Era isso o que ele estava fazendo quando estava conversando com a SALLY na imagem que o Douglas Ritter comentou no post anterior.

    Esperar pra ver...

    Estava tentando DESCOBRIR por que a MENINA GRITOU quando SHERLOCK entrou na SALA.

    Depois que li a POSTAGEM tudo ficou mais CLARO!!!!!

    PARABÉNS!!!!!!!!

    Beijão pra TODOS!!!!!!!


    ResponderExcluir
  14. Pessoal, eu não tenho uma teoria sobre isso mas hj eu re-assisti o episódio pra desvendar a "morte" do Sherlock e acho q cheguei à uma possível conclusão: Não sei se todos repararam mas Moriarty disse duas frases bem sugestivas e bem repetidas pra ficar claro: "Eu te devo uma queda" e "Você sou eu". Na primeira vez q eu vi o episódio n ficou claro, mas dps eu saquei. Eram dicas sobre cm se safar do suicídio. Gente, a Molly trabalha no necrotério! Até aí eu pareço o Sherlock falando pq n faz nenhum sentido, mas pensem cmg: Sherlock está no teto do hospital, ele põe seu sobretudo característico no corpo morto do Moriarty(Você sou eu) e atira ele do prédio. Horas antes ele explica td pra Molly e pede pra ela atestar q aquela pessoa morta é realmente Sherlock Holmes, afinal ela trabalha no necrotério e conhece ele, poderia reconhecer o corpo. a diferença facial? fora os cortes q estragaram a cara do corpo, poderia dar a desculpa q a queda desfigurou ele. aí temos uma solução quase perfeita, n fosse pela maldita cena onde vemos ele pular. alguns vão dizer q o John viu ele morto na calçada, mas eu explico tbm. TODO MUNDO notou o ciclista q derrubou o John de cabeça no chão, e isso acrescido da visão de um suposto sherlock caindo do prédio faria o John pensar ter visto ele morto ali. vcs poderiam perguntar "mas ninguém daria falta do Jim Moriarty?", mas tds c lembram q naquele momento n existia Moriarty, apenas Richard Brooks. Espero q possam me ajudar a aperfeiçoar essa teoria e refutar os pontos q não acharem plausíveis. Aqui tem meu e-mail pra quem quiser compartilhar seu cérebro comigo e vice-versa kkk: tetemano@hotmail.com

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.